sábado, 17 de julho de 2010

Grande Pátria desimportante



Olá pessoal esse é meu primeiro post , portanto se ficar ruim , detonem , se ficar bom , elogiem , se gostarem obrigado, se não gostarem fodam-se (zuera).




Bom, falar de patriotismo na minha opinião é um pouco complicado justamente porque o país em que vivo não é o foco da minha paixão, bom aí você diz:
Então quer dizer que você não gosta do país que nasceu e que cresceu e que mora até o presente momento?

E a resposta é:

Não, na verdade eu gosto, e muito, e posso dizer que moro num dos lugares mais privilegiados do mundo; mas mesmo assim como não poderia deixar de enunciar o tema mais decorrente e fresco na cabeça das pessoas, que é... Futebol é claro:

Pois bem, narremos o fato ocorrido na copa do mundo de 2010, pra variar o Brasil sempre segue como expectativa principal (
aff sempre assim), porque os brasileiros torcem pra um time que não está jogando bem, não está a fim de mostrar o futebol show, e mais, não tem qualidade, apenas estrelas, onde muitas delas não brilharam em campo...Ok não entendo de futebol, na verdade não sei nada sobre esse assunto porque não influi em absolutamente nada na minha vida (não que eu saiba pelo menos), mas não precisa ser mestre em quesito verdade na frente da sua cara não é?

Vimos que o Brasil jogou, bem em alguns momentos, surpreendeu em alguns lances e posso até dizer, que impressionou aos fanáticos de plantão retirando suspiros de quase, e gritos de gol.

Tudo bem então, mas uma coisa é torcer por um time e se julgar patriota por estar vestindo a camisa e indo ao estádio ou frente à TV que seja, e ao mesmo tempo malhar aqueles que torcem por outros times não pertencentes ao seu berço natal; por exemplo, eu sei que não entendo de futebol, mas coincidentemente fui inteligente o bastante para participar do famoso bolão na minha turma na universidade e “com todo meu conhecimento”, apostei na vitória da Espanha que por sinal foi a vencedora, ou seja, não precisa ter muito o que saber pra se ter palpites fortes de que alguém está bem ou mal nos jogos (
e não sou o polvo tampouco).

Então porque eu não coloquei o Brasil como campeão eu não sou patriota, eu não acredito no meu país?

Eu posso dizer que pra mim a copa acabou quando o Japão perdeu, primeiro porque eu estava torcendo por Japão mesmo sabendo que era um time não muito habilidoso e que raramente iria se classificar, e confesso me impressionar muito pelo resultado alcançado por eles, depois que eu estava seguindo meu raciocínio no bolão pra que minhas conclusões se confirmassem, e torcer pro Japão era mais um escape de torcida do coração à torcer pelo Brasil, porque o futebol brasileiro me decepciona.

Resultado, o Brasil volta pra casa eliminado pela Holanda o, Japão inacreditavelmente chega a uma oitava, e vence Espanha.

Ou seja, só porque apostei na Espanha ou porque torci pro Japão me faz menos brasileiro?

Pior que isso é ter que escutar que se você não torce pelo seu time natal você é um vira casaca, mas depois de derrotado o que mais se vê são pessoas dizendo a plenos pulmões que já sabiam, que já era de se esperar mesmo, e que torciam na verdade por algum time clichê que sempre vai bem como Alemanha ou Argentina.

Se eu torcendo pelo Japão sou vira casaca, que nome se dá a pessoas que acham que enganam ou outros, mas enganam a si mesmas com essa historia de que o país é bom enquanto dá vitórias e alegrias ao invés de aceitar seu fracasso e saber quando sair de cena?

Outro ponto também questionado fortemente por amigos meus, é minha preferência ao Japão do que o Brasil em termos culturais ou de estilos.

Bom, vejo que tenho uma forte ferramenta de resposta em minhas mãos e é claro vou usá-la.

Simplesmente prefiro a cultura japonesa porque não faz meu estilo as tradições brasileiras, até porque cada região possui a sua e é um misto e muito diversificada, que abriga todas as etnias , e portanto acho que se fosse pra escolher alguma prefiro que seja aquela a qual me identifico mais , não gosto de capoeira , pronto acabou , tenho que fazer algo que não gosto para estar de acordo com alguma situação ou que satisfaça alguém em específico senão a mim ?

Comidas típicas: moro num país onde feijoada, churrasco gaúcho, feijão tropeiro e tantas outras iguarias tipicamente regionalistas fortemente atuantes no Brasil são de destaque, todas carregadas em tempero e fortes ao paladar, estaria com certeza mentindo ao dizer que não gosto de feijão tropeiro ou churrasco, mas não comeria isso todo dia numa boa né?


Agora, a comida japonesa por mais estranha que pareça a quem não é acostumado, é suave ao paladar e saudável, não sou nutricionista, mas gosto não se discute, e eu prefiro comer aquilo que eu sei que posso repeti-lo sempre que quiser sem morrer de calor ou passar mal por má indigestão , sim eu sei estou tocando em tópicos risíveis e sem fundamentos , mas se aprofundarmos mais um pouco e vermos qual a condição financeira de cada país ou a renda per-capita , ou IDH ou mesmo que seja as campanhas em olimpíadas como em esportes que demonstram o apoio e patrocínio a grandes talentos , vemos que o Brasil tem e pode ser um dos melhores países se quiser , em suas modalidades apresentadas , falta a competência de honrar atletas que fazem de tudo para conseguir as medalhas treinando em condições ridículas e que sonham com o futuro bem sucedido, mas que não têm apoio ou patrocínio , onde a desigualdade reina , onde o desperdício de bens naturais é absurdo e a falta de noção está sempre acompanhando os resultados de um governo falho e com muitos furos e tropeços.


Depois disso nada que eu diga mudará sua opinião de que eu odeio esse país?


Sinceramente não sei, amo o lugar onde nasci e cresci, mas não se pode tapar o sol com a peneira e fechar os olhos para a realidade de que vivemos em um lugar que não tem mais falta de senso porque daria na cara, ou mesmo que você diga para que eu vá para o Japão e não volte nunca mais, ótimo me dê a passagem, irei agora, apesar de amar meu país tenho a consciência de que tudo que é bom estraga ou perde a validade um dia , e enquanto acho que posso conviver sem perdas , excelente! Mas se quer saber mesmo a resposta, pergunte a si mesmo e veja se alguma vez não pensou em xingar algum fato totalmente revoltante em seu país ou reverenciar alguma coisa de outro país que te proporciona satisfação e alegria?


Podemos escolher aquilo que quisermos como ideologia de vida, basta seguir sem prejudicar ninguém, nem ofender porque por mais perfeita que pode ser a realidade vista por você, para outros pode estar podre e cheia de deturpações.
E é isso pessoal , talvez tenha ficdo extenso demais mas tomara que gostem foi feito com mto esforço , vlw!!^^

5 comentários:

Larissa disse...

Uma ótima estreia. Com certeza.
Adorei o que você escreveu, e concordo com você, apesar de não ter preferência por nenhum outro país, concordo com o ponto que você colocou sobre os problemas que temos.
E posso dizer que também não sou fã de comida brasileira porque eu não como carne, e muito menos feijão e isso é igual a: nada de churrascos, feijoadas e afins rs.

[јuṡτ] яuαṉ disse...

Belo post sir. Phoenix =D
E não deu a entender que odeia o Brasil hehehe, apenas é um brasileiro que é patriota do Japão, e se forem te arrumar uma passagem só de ida pra lá, eu aceito uma também rsrs =p

Mila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cherish disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
c.m =) disse...

simplesmente claro e carregado de razão ! falou a verdade sem usar clichês manjados =p~
adorei o jeito como vc ilustra seus pensamentos ;)


beeijo*