terça-feira, 10 de agosto de 2010

Futuro: desejo ou tortura?

Hum, esse é post que eu vou escrever mais porcamente. Provavelmente vai ser meu último aqui no blog, queria que fosse algo melhor, mas não consegui prever certos acontecimentos que acabaram com a minha inspiração ( e tempo...) para escrever.

Enfim, as pessoas amam pensar no futuro e esquecer o agora, o Mandag falou muito bem sobre, concordo com várias coisas que ele falou (ótimo post :) ), mas há algo em particular que me irrita demais sobre essa mania de só pensar no futuro: pensar no pós-morte.

Acho que a religião perde o seu rumo quando foca que devemos ser bons pois quando morremos, vamos para o céu. Eu sei que não é isso exatamente, mas é isso que se foca, é isso que se escuta quando se está crescendo. Não faça isso filho, se não você não vai para o céu. Eu já ouvi isso no confessionário "Sabia que se você morresse agora você iria para o inferno?".

O temor do futuro é o que faz o nosso presente. Já pensaram nisso? É meio patético aceitar isso... Não vou comer tal coisa pois engordarei e portanto não arranjarei namorado e assim não casarei e então não terei filhos e ficarei para a titia com todos debochando de mim.

Não é um pensamento do tipo: não vou comer isso pois não faz bem para mim, ponto. Pensamos em consequências a longo prazo e elas nos assombram...

Acredito que temos que parar de usar o futuro como um fator de medo e temor e aceitá-lo como um organizador. Como o que desejamos, mas sem que o desejo nos torture por não termos o objeto almejado naquele momento.

E... não sei como finalizar o texto. Acho que disse tudo que queria :)

3 comentários:

Senbi ∞ Phoenix disse...

mesmo curto , foi bem expicado , exprime bem algumas coias que sinto também ^^

Mandag Súlimo disse...

A maioria das religiões estragam as pessoas com esse pós-morte, por isso eu não gosto de muitas religiões.

Wodan Lane disse...

Concordo com o que tu disse, foi breve mas objetivo.
Mas que história é essa de ser o último post? :(